15 de mai de 2008

Joalheria Etrusca


Foto British Museum


De acordo com o historiador grego Heródoto, os etruscos chegaram à Península Itálica vindos da Ásia Menor. De acordo com outros historiadores antigos, teriam vindo da Europa Central, mas historiadores e pesquisadores modernos chegaram à conclusão de que a civilização etrusca foi formada através da gradual aproximação entre os aglomerados humanos que viviam entre os rios Pó e Arno, sobrepondo-se à chamada Cultura Villanova (estágio de cultura mais antigo, durante a Idade do Ferro, existente nas regiões central e norte da Itália). A história dos etruscos pode ser situada na Idade do Ferro européia, entre os séculos IX e III AC, sendo o apogeu da cultura por volta de 700 a 500 AC.

Os etruscos tinham grande habilidade naval e realizaram trocas comerciais com todas as culturas banhadas pelo mar Mediterrâneo, absorvendo elementos de diferentes culturas como a grega, a síria e a egípcia, além das culturas da Península Itálica.

Ao fabricar suas jóias, os ourives etruscos usavam uma liga de ouro e cobre, obtendo algo perto do que hoje é conhecido como ouro 18k. E para a moldagem de peças e/ou detalhes utilizaram moldes feitos de pedras escavadas.

Poucas jóias sobreviveram até nossos dias do período final da Cultura Villanova, onde começava já a existir os primórdios da civilização etrusca. São jóias mais modestas do que luxuosas, mas que já evidenciam a grande preocupação dos ourives etruscos coma decoração das jóias. As jóias eram para os etruscos, assim como para a maioria das culturas, inclusive em nossos dias, símbolo de riqueza, status social e poder. Os padrões decorativos observados nas jóias deste período são elementos verticais e horizontais formando zigzags, triângulos e suásticas.

A partir do período da civilização etrusca em que passaram a ocorrer trocas comerciais com culturas orientais, nota-se um grande incremento nas técnicas de fabricação e decoração das jóias. Desenhos geométricos se repetiam em padrões, numa “orientalização geométrica”.

A técnica decorativa pela qual os etruscos ficaram conhecidos, devido a sua maestria, é a granulação, mas foram ourives sírios e fenícios que trouxeram e ensinaram aos ourives etruscos esta arte, assim como a técnica da filigrana. Porém, foram os etruscos que a desenvolveram ao máximo, a ponto de somente no século XIX, com as pesquisas do joalheiro Fortunato Castellani (1793- 1865), ter sido descoberto como os ourives etruscos conseguiam fabricar e soldar minúsculas bolinhas de ouro à peça, com objetivos decorativos.

As técnicas da filigrana e do repoussé, muito usadas pelos etruscos para criar delicadamente belos e intricados motivos decorativos, também não foram por eles inventadas, mas vindas do Oriente. Estima-se que foi durante o III milênio AC que as técnicas decorativas da granulação, da filigrana e do repoussé foram criadas, mas sem dúvida foram os etruscos que as refinaram. E o mais incrível é que somente dispondo de ferramentas simples, nada sofisticadas.

Nenhum comentário: